segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Representar Átomos e Moléculas...

Para representar os átomos e a maneira como se ligam para formar moléculas, os químicos usam frequentemente uma representação simbólica dos átomos, em que estes são representados por calotes esféricas. Cada tipo de átomos é representado por uma cor diferente e o tamanho da calote esférica é proporcional ao tamanho do átomo.  Esta representação permite ainda mostrar a geometria das ligações.

Mas utilizam-se também outras representações que podem ser mais apropriadas num ou noutro caso, consoante o que se pretende enfatizar. Numa delas os núcleos dos átomos são representados por pequenas esferas e as ligações entre eles por traços. 

Ou, mais simples ainda, cada elemento é representado por uma letra que o identifica e os traços representam as ligações entre eles. Por vezes simplifica-se, os traços são omitidos, e letras juntas significam que os átomos dos respectivos elementos estão ligados entre si.

Outra simplificação comum  é omitir a letra C do carbono. Há inúmeras moléculas cuja estrutura base é formada por átomos de carbono e, para facilitar, convencionou-se que se no ponto de encontro de duas ligações não se escreve a letra correspondente ao elemento químico, ele será o carbono. 


Estas substâncias, cuja estrutura base é formada por átomos de carbono, devido à sua importância e variedade até são estudadas num ramo da próprio da Química - a Química Orgânica. Esta é a química das moléculas que existem nos seres vivos, mas não só, também de plásticos, detergentes, medicamentos, etc.

Adaptado de "A Cozinha é um Laboratório" - Margarida Guerreiro e Paulina Mata  . Ed. Fonte da Palavra 

1 comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar