quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Porque é que o vinho se estraga depois da garrafa ser aberta?


Porque é que o vinho se estraga depois da garrafa ser aberta?

Assim que se abre uma garrafa de vinho, este entra em contacto com o ar e nesse momento inicia-se um processo de oxidação do vinho. Este processo resulta de um conjunto de reacções químicas que vão ocorrer entre o oxigénio do ar e algumas das substâncias constituintes do vinho transformando-as noutras com diferentes características.
O processo de oxidação que ocorre inicialmente até é desejável pois há uma evolução do vinho que revela diferentes facetas do sabor e aroma deste. Contudo, passado umas horas, e de uma oxidação mais extensa o processo de alteração assume características indesejáveis causando uma grande diferença no sabor e aroma o que torna o vinho menos interessante. A continuação deste processo leva mesmo a que o vinho fique impróprio para consumo, não porque haja algum risco para a saúde, mas porque o sabor e aroma se podem tornar muito desagradáveis.
Depois de uma garrafa aberta, mesmo quando fica bem rolhada, na maior quantidade de ar que fica em contacto com o vinho há oxigénio suficiente para que estas reacções de oxidação vão ocorrendo.
Para conservar o vinho em melhores condições existem vários processos.
1 – Ponha a rolha na garrafa, feche bem e ponha o vinho no frigorífico. As reacções químicas em geral, e neste caso as de oxidação dão-se muito mais lentamente quando a temperatura é mais baixa e assim conseguirá conservar o vinho em melhores condições durante mais tempo.
2- Existem à venda no mercado sistemas que permitem retirar grande parte do gás da garrafa. Estes objectos permitirão uma melhor conservação do vinho pois fica menos oxigénio em contacto com ele e assim evitam-se as reacções de oxidação. Se além disso meter ainda a garrafa no frigorífico o período de conservação será maior.

Sem comentários:

Publicar um comentário