segunda-feira, 14 de Março de 2011

A importância do petróleo

Na Reino Unido, até 1949 o carvão era a maior fonte de matérias primas para a indústria química, seguida pelos hidratos de carbono, tendo o petróleo um peso inferior a 10%. Contudo a situação mudou. O consumo mundial de petróleo começou a aumentar, isto deveu-se principalmente às necessidades de combustíveis para transporte (automóveis e aviões). Como esta necessidade era maior no mundo desenvolvidos nestes países começaram a ser construídas refinarias. Começaram então a ser desenvolvidos processos para converter fracções de pouca procura em fracções com maior procura, por exemplo gasóleo em gasolina. Neste processo eram produzidos alcenos (etileno e propeno) como produtos secundários, a preços muito baixos devido à larga escala em que eram produzidos. Até esta altura o etileno era obtido por desidratação do etanol que por sua vez era obtido por fermentação de hidratos de carbono. Embora a técnica fosse bem dominada os preços eram muito elevados.

Por volta de 1959 a par com o carvão o petróleo era a principal fonte de matérias primas para a indústria química na Europa, tal como já acontecia há cerca de duas décadas nos EUA. O peso do petróleo tornava-se cada vez maior pois o seu preço não tinha tendência a aumentar, pois a escala de produção aumentava (economia de escala), os produtos químicos eram produtos secundários da indústria de combustíveis e os processos para transformar as diferentes fracções do petróleo eram cada vez mais sofisticados e eficientes permitindo obter uma vasta gama de compostos. Com o carvão passava-se o contrário dado a sua extracção ser um processo que requeria muita mão de obra além da procura para os produtos obtidos a partir do carvão (coque e gás de cidade) ser cada vez menor e portanto a quantidade de produtos químicos obtidos como produtos secundários ser também muito menor. Em 1969 o petróleo dominava completamente a cena internacional e isso continuou a acontecer até aos nossos dias.
Desde então com o desenvolvimento da química e da tecnologia a evolução tem sido grande e muito rápida. Note-se mesmo que o desenvolvimento da indústria química influencia e depende também do das outras indústrias. De facto fornece-lhes matérias primas, químicos para análises de controlo de qualidade, tratamento de efluentes, embalagens... Actualmente a indústria química atingiu uma certa maturidade e o seu impacto nas nossas vidas é inimaginável podendo mesmo dizer-se que a vida como a conhecemos hoje não seria possível sem a indústria química.

Sem comentários:

Enviar um comentário