domingo, 24 de maio de 2015

A Cor da Beterraba


O pigmentos que dão a cor característica da beterraba, Beta vulgaris, pertencem a um grupo de pigmentos denominados betalaínas. Estes pigmentos estão pouco presentes em alimentos, sendo a beterraba uma excepção. Há várias betalaínas que contribuem para a cor da beterraba, mas a mais representativa, por existir em maior quantidade, é a betanina.


Este pigmento é bastante solúvel em água. Por isso deve cozer-se a beterraba com casca, senão acaba por ficar um pouco descorada.

Também é possível extrair este pigmento da beterraba e usá-lo como corante alimentar. É comercializado com o nome vermelho de beterraba ou E162.


No entanto é um corante um pouco instável, por exemplo se for aquecido ao ar, e sobretudo em alimentos que não sejam ácidos, a cor muda para acastanhado, por isso os bolos de beterraba não ficam vermelhos.

Não se assuste se depois de comer beterraba, a sua urina ou as fezes ficarem cor-de-rosa. Significa apenas que o seu organismo não metaboliza a betanina e esta atravessa o seu organismo sem ser alterada. O efeito é variável de pessoa para pessoa, nalgumas isto não acontece, noutras a cor pode ser muito visível e forte.


1 comentário: