terça-feira, 25 de Setembro de 2012

Peixinhos-da-horta

Para incentivar à descoberta dos mercados de Lisboa, aqui fica mais uma sugestão do Roteiro "Em Lisboa, à Descoberta da Ciência e da Tecnologia" do Pavilhão do Conhecimento - Ciência Viva.

 Os apetitosos peixinhos-da-horta, de peixe nada têm. O seu nome deriva provavelmente da sua semelhança com pequenos peixes fritos. Feitos com feijão-verde cozido, passado por um polme (mistura de farinha com ovo e água) e fritos, os peixinhos-da-horta tanto são um tradicional acompanhamento lisboeta, como também um bom petisco.
Aventure-se! Experimente fazê-los… É uma boa desculpa para visitar os mercados de Lisboa, como o famoso mercado da Ribeira. Mas damos-lhe um conselho: não deixe o óleo da fritura atingir uma temperatura muito elevada, porque isso provoca a alteração da sua estrutura molecular, formando-se substâncias prejudiciais para a saúde. Já agora, sabia que a tempura foi introduzida na cozinha japonesa por missionários portugueses? Provavelmente foram os simples peixinhos-da-horta que estiveram na origem deste popular prato japonês.

sábado, 15 de Setembro de 2012

A Química do Verniz das Unhas


O verniz para as unhas é um exemplo interessante quando se quer mostrar a importância da química no nosso dia a dia, através de exemplos inesperados…
Pois bem, sabia que os vernizes para as unhas são uma verdadeira receita química estudada ao pormenor? Quer ver?
Além da nitrocelulose que começou por ser usada em tinta para automóveis e que forma películas resistentes e de longa duração, temos ainda:
- polímeros adesivos (resinas), para garantir a boa adesão da nitrocelulose à superfície da unha;
- plastificante, embebido entre as cadeias do polímero, para tornar a película flexível, evitando que rache ou lasque facilmente;
- pigmentos (ou corantes) e partículas brilhantes para dar cor e alguns efeitos de brilho;
- E para evitar que estas partículas se acumulem no fundo do frasco, os fabricantes adicionam ainda, espessantes tixotrópicos.
As substâncias tixotrópicas são  muito viscosas em repouso, mas tornam-se mais fluídas quando se agitam.
Ah! E nos bons vernizes temos ainda filtros de ultra-violeta para que o sol não altere a cor dos pigmentos.
Todos estes componentes são dissolvidos num solvente volátil, como o acetato de butilo ou o acetato de etilo, que evaporam após aplicação do verniz, deixando a película brilhante e colorida sobre a unha. É a estes solventes que devemos o característico cheiro a ….verniz!
E não vale a pena ter receio de tantos compostos químicos com nomes estranhos. De facto, ao longo dos anos as maiores alterações à fórmula do verniz de unhas foram introduzidas por questões de segurança, com alguns ingredientes prejudiciais à saúde a serem retirados ou substituídos, pelo que, pode dizer-se que os atuais vernizes para as unhas são receitas químicas testadas e perfeitamente seguras.
A química na ponta dos seus dedos, a trazer  mais charme à sua vida!


Episódio da série A Química das Coisas

terça-feira, 11 de Setembro de 2012

Uma bica, por favor

Aqui fica mais uma sugestão do Roteiro "Em Lisboa, à Descoberta da Ciência e da Tecnologia" do Pavilhão do Conhecimento - Ciência Viva.


O termo "bica" surgiu na Brasileira do Chiado. Esta cafetaria fundada em 1905 vendia o "genuíno café do Brasil", bebida ainda pouco apreciada na época. Para a divulgar, davam-na a beber aos clientes. Foi um sucesso e, em 1908, a Brasileira abriu uma sala de café, novidade que rapidamente se tornou ponto de encontro das elites. Diz-se que, em resposta a reclamações sobre a qualidade do café servido em cafeteiras, o proprietário mandou que o tirassem diretamente da bica (do saco), ficando com um sabor e aroma mais intensos. O café é apreciado pelas características organolépticas e poder estimulante. Este deve-se à cafeína que, em moderação, dá bem-estar e energia, facilita a digestão e combate cefaleias. O creme sobre a bica reflete a sua qualidade e retém os aromas. Sabia que já foram identificados mais de 800 compostos no aroma do café?

quarta-feira, 5 de Setembro de 2012